5 escolhas para um cabelo e escalpe saudáveis

Olá!

Antes de mais, gostaria de me desculpar por este hiato deste o último post. Tenho estado embrenhada no trabalho e tenho este post já há muito devido na calha. Este é um daqueles temas que queria realmente explorar uma vez que é um tema que surge quase sempre em conversas com amigos e família, no que toca à minha experiência com beleza natural.

A certa altura, na minha busca de um estilo de vida mais saudável e sustentável, houve três coisas que rapidamente se tornaram numa verdadeira demanda pessoal: pasta de dentes, desodorizante e champô. Posteriormente irei redigir posts relativamente aos dois primeiros temas, mas hoje o tema será o cabelo.

Devo começar por dizer que sou bastante afortunada no que toca a cabelo, porque, ao ser naturalmente ondulado e com personalidade própria, tanto o uso naturalmente mais liso, como mais encaracolado, consoante o tempo, a escovagem, a humidade, etc. Consigo passar facilmente 4 dias sem lavar o cabelo, uma vez que é bastante seco e, na verdade, fica mais bonito uns dias após a lavagem. No entanto, a prática de desporto, ou mesmo yoga no tempo mais quente, tornam as lavagens mais frequentes. Apesar do meu cabelo de relativamente baixa manutenção, tenho aquilo que posso chamar de um escalpe extremamente sensível. Após muitos anos a lidar com o escalpe dorido, comichão e pequenas feridas, e muitos tratamentos depois (sobretudo com Nizoral), decidi equilibrar este problema do modo natural. A certo ponto, tornei-me realmente constrangida socialmente, devido à constante comichão na cabeça e escalpe dorido.

Desisti completamente de champôs comerciais (ou de supermercado/cabeleireiro) desde 2013 e nunca mais voltei atrás. Aqui, vou partilhar a minha experiência e as marcas que resultaram comido. É preciso ter em consideração algumas coisas: primeiro, isto é baseado unicamente na minha experiência pessoal e no meu tipo de cabelo; a segunda coisa é que não podemos descurar na importância da alimentação neste processo. É necessário perceber se há intolerências ou alergias alimentares, e evitar alimentos altamente processados – isto faz toda a diferença. O meu cabelo e escalpe mudaram drasticamente para melhor desde que mudei para uma dieta à base de plantas. Como sabem, a pele, unhas e cabelo reflectem a nossa saúde!

A lista seguinte começa com os primeiros produtos que usei ao mudar para cuidados de cabelo mais naturais e, posteriormente, avança para aqueles produtos que se foram revelando mais eficazes para mim.

1. Comecei a minha mudança com o Champô de Gengibre da Body Shop. O meu marido ainda usa e gosta do resultado e vários amigos nossos combateram a caspa com sucesso com este champô. É um bom produto para começar a deixar as opções de supermercado e experimentar algo um pouco mais natural e diferente.

Vantagens: É fácil de encontrar. Não é muito caro. Cheira a gengibre e tem bons resultados.

Desvantagens: Contém SLS e outros ingredientes químicos.

 

2. Também experimentei alguns champôs da marca Greenpeople. Os que usei foram: Daily Aloe, Organic Homme 10 Itch Away Shampoo, e o Quinoa & Artichoke Shampoo. Destes três, o de Quinoa é, sem dúvida, o meu favorito pois deixa o cabelo muito brilhante e cheira um pouco a citrinos.

Vantagens: Duram imenso tempo. Encontram-se facilmente online no site da loja ou em Naturisimo (portes grátis). Deixam o cabelo bastante brilhante, macio e solto. Têm uma boa relação qualidade-preço. Cheiram bem a um perfume herbal. Há opção sem cheiro (e sem óleos essenciais) para quem for muito sensível.

Desvantagens: Ainda contém sodium coco sulfate.

3. Tal como já referi no post anterior acerca de Nozes de Saponária,  estou muito bem impressionada com esta marca. Isto também é válido para os seus champôs seja em barra de sabão, seja líquidos. Já experimentei o Ayurvedic Shampoo soap e o Bergamot Ylang Liquid Shampoo. Estou muito satisfeita com ambos e já os recomendei a diversas pessoas.

Vantagens do sabão ayurvédico: É extremamente eficaz quando tenho algum episódio mais acentuado no escalpe ou quando tenho mais queda de cabelo. O cabelo fica bastante mais espesso e de aspecto saudável. Tem uma boa relação qualidade preço pois dura imenso tempo. É um sabão pelo que é fácil de transportar. É igualmente bom para rosto e corpo. Dá para usar em crianças.

Desvantagens do sabão ayurvédico: Apesar de eu gostar do cheiro, é considerado muito forte e de odor desagradável para muita gente (tem um cheiro quase a madeira queimada). Também há muita gente que não gosta nem acha prático o lavar o cabelo com uma barra de sabão (o truque é fazer a espuma nas mãos e depois aplicar por 2x, pois se usarmos o sabão directamente no cabelo, este fica baço). Apenas à venda no site da marca.

Vantagens do líquido: É muito prático e tem um bom perfume natural a ervas e flores. Lava bem e deixa o cabelo muito brilhante e leve. A espuma é conseguida através das nozes de saponária e não de químicos = 100% natural. Há ainda a opção deste champô sem cheiro para quem for particularmente sensível.

Desvantagens do líquido: Para o meu comprimento de cabelo, esta fórmula requer um pouco mais de quantidade de líquido, pelo que a embalagem dura um pouco menos. Talvez fosse melhor haver uma opção familiar para quem necessita de mais quantidade. Do mesmo modo, não encontrei à venda em Portugal, pelo que apenas através do site da marca, o que o torna caro devido aos portes.

4. Os Champôs herbais em pó são uma das minhas opções favoritas. Faço a minha própria mistura com Shikakai, Amla e Kapoor Kachli, mas é possível fazer diversas outras combinações, inclusive com pó de nozes de saponária. É relativamente fácil de encontrar estas ervas em pó na internet (convém sempre escolher de um fornecedor fidedigno e comprar a opção mais pura), ou em mercados (e supermercados) indianos. Já usei das marcas Ayuuri e Hesh, que encontrei em Lisboa na loja Ayur.

Como preparar e usar: O truque é não estar à espera de um champô normal e cheio de espuma, mas sim algo tipo lama. Mistura-se o(s) pó(s) com água filtrada (normalmente preparo cerca de 200ml de pasta para o meu cabelo) até se parecer com iogurte (líquido mas não demasiado). Aplica-se metade no cabelo molhado e massaja-se bem nas raízes. Retira-se com água e volta-se a colocar o resto. Neste última aplicação costumo deixar actuar enquanto lavo o corpo. Para tirar no fim é apenas necessário passar com bastante água.

Vantagens: Completamente natural. Cheiro herbal. O cabelo fica muito saudável e brilhante e vai ficando mais espesso com uso prolongado.

Desvantagens: Não é um produto para todos os gostos. Muitas pessoas não gostam da consistência tipo lama e acham muito pouco prático e algo confuso. Também não é muito prático para viajar ou para quem está com pressa – leva o seu tempo a preparar e a retirar tudo do cabelo. Considero esta opção como um ritual e gosto verdadeiramente dos resultados, no entanto, leva algum tempo até nos habituarmos.

5. O champô Baps Amrut Kesh Madhuri é, sem dúvida, o meu favorito até agora. É extremamente bem cheiroso e eficaz, basicamente como os pós herbais mas em forma líquida e já pronta a usar. Encontrei-o no supermercado Ayur, anteriormente mencionado e já vou na minha 3ª embalagem (já ofereci uma a familiares). Nunca o encontrei em mais nenhum lugar, apesar de ao escrever o post ter visto algumas opções online, por isso recomendo vivamente uma visita a este supermercado em Lisboa (ou ao site deles, já que enviam por CTT) e dar uma hipótese a este champô – é absolutamente luxuoso. O líquido em si é preto, mas nunca me deu qualquer cor ao meu cabelo (infelizmente não sei como actua em cabelos mais claros).

Vantagens: 100% natural. Fragância fantástica. Lava extremamente bem com uma pequena quantidade (uso duas amêndoas de líquido para o meu cabelo comprido). Compensa comprar a embalagem de 500ml já que dura imenso tempo (tenho a minha desde Outubro de 2015) e fica mais barato. Deixa o nosso cabelo como se fôssemos uma estrela de Bollywood, espesso, brilhante e leve, com um cheiro fantástico 🙂

Desvantagens:  Honestamente, nunca encontrei nenhuma desvantagem neste champô e recomendo sempre toda a gente a experimentá-lo. Tal como disse, o líquido é preto e, apesar de nunca me ter tingido o cabelo, não sei como irá funcionar para alguém com cabelo loiro ou branco. A única coisa a saber é que é necessário dar uma lavagem mais cuidadosa na banheira (poliban) no fim do duche, pois o esmalte branco fica um pouco manchado (mas sai muito facilmente).

***

Estas são as minhas 5 escolhas, neste momento. Espero vir a experimentar outras marcas e escrever aqui sobre o assunto (de momento estou a experimentar uma versão pequena do Evolve Superfood Shine Shampoo que adquiri a um excelente preço na última Naturisimo beauty box). Além disso, irei preparar um post acerca de amaciadores e outras rotinas de cuidados de cabelo. Curiosamente, não gosto de perder muito tempo ou dinheiro com este tipo de cuidados, pelo que apesar deste longo post, isto é na verdade, muito simples. O truque é manter as escolhas o mais naturais possível (mesmo quanto a pintar o cabelo!) e optar por produtos bons e naturais que funcionem para cada um de nós. Mais qualidade e escolhas conscientes são um bom investimento a longo prazo.  Acreditem, o barato sai caro… pelo menos assim foi comigo.

E vocês? Já experimentaram alguma destas opções ou procuram alterar a vossa rotina de beleza capilar para algo mais verde e saudável? Deixem-me o vosso testemunho!

Aviso Legal: Todas as opiniões expressas neste texto são da minha autoria e não foi resultado de nenhum patrocínio ou incentivo de nenhuma marca ou empresa.

Natural Hair

RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://www.lifenaturalee.com/5-produtos-para-cabelo-escalpe-saudaveis/
Twitter
Pinterest
Instagram

You may also like

Leave a Reply